Dia Sem Compras


28/04, quinta-feira:: Casa Somática recebe Crimethinc. by D. Graça
abril 27, 2011, 6:08 pm
Arquivado em: Sem categoria

“Há uma década e meia, alguns de nós resolveram ver o que conseguiam se dedicássemos nossas vidas inteiras a lutar contra o capitalismo. Esse encontro traz um resumo dos projetos e experimentos que tiveram lugar sob o nome da Crimethinc. desde então, avaliando suas forças e fraquezas e a forma como elas se transformaram.”

Integrantes do coletivo de ex-trabalhadores Crimethinc. estão fazendo curta turnê por algumas cidades brasileiras, e nesta quinta-feira param um tempinho em Belo Horizonte, propondo trocas de experiências e lançando seu novo livro-pôster: Work.

Como chegar?

Ônibus: 5031 e 5101: param pertinho da rua Elza. No centro, passam na João
Pinheiro, seguem pela Afonso Pena, ali no Parque Municipal, sentido Praça
Sete.

Metrô: descer na estação e terminal rodoviario São Gabriel.



Dias 28 e 29/04, em Belo Horizonte:: Miniturnê CrimethInc. Brasil 2011 by D. Graça
abril 27, 2011, 6:37 am
Arquivado em: Sem categoria

“Crimidéia não leva à morte: crimidéia é a morte.”

- George Orwell, 1984 -

O CWC ou CrimethInc. Ex-Workers’ Collective (que poderia ser traduzido como “CrimethInc. Coletivo de Ex-Trabalhadores” ou “CrimethInc. Ex-Coletivo de Ex-Trabalhadores”) é uma rede descentralizada composta de várias células autônomas.

O nome é uma referência ao livro 1984, de George Orwell, onde a crimeidéia ou thoughtcrime (crimethink, no que Orwell chamou de novilíngua) seria o ato de cometer um crime simplesmente por ter pensamentos que fossem contrários aos da ordem dominante. Tendo a letra “k” trocada pelo “c”, formando Inc. (abreviação para incorporated, como uma empresa).

Surgido como um coletivo nos Estados Unidos da América em 1996, de lá pra cá se espalhou por todo o território nacional e para fora deste. Atuante tanto no campo das ações diretas quanto no da produção teórica, a influência do CrimethInc. é notória em toda uma geração anticapitalista autônoma, principalmente na Europa Ocidental e América do Norte (onde seus materiais impressos, presença e ações são mais visíveis).

O CWC é conhecido também por uma produção literária de qualidade, tendo publicado influentes obras como Expect Resistance, Recipe for Disaster e o mais recente Work. Seu primeiro e mais aclamado livro, Days of War, Nights of Love (Dias de Guerra, Noites de Amor) “foi um grande marco no meio das idéias e movimentos anárquicos de todo o mundo e uma das obras mais importantes produzidas por anarquistas nessa virada de século”, [citando o site do Coletivo Você Tem de Desistir, co-responsáveis pela gestão do Espaço Impróprio em São Paulo e organizadores da miniturnê CWC Brasil 2011], e acaba de ser traduzido para o português pela Editora Deriva este ano.

Algumas pessoas ligadas à células estadunidenses do CWC estão pelo sudeste brasileiro promovendo debates, dando palestras, realizando oficinas e apresentando seu material (assim como o livro Work, saído do prelo) entre os dias 22/04 a 08/05. E conseguimos, há uma semana, confirmar a passagem dessa minitour (de agenda apertadíssima) por Belo Horizonte, nos dias 28 e 29 desse mês (quinta e sexta dessa semana)! Portanto, não percamos a oportunidade trocar algumas idéias e acervos (sejam reais, oníricos e impressos).

Continue lendo




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.